Chipre

O Chipre é uma ilha no mar mediterrâneo, pertencente a região do Oriente Médio, com importância geográfica desde o império grego. Posteriormente o Chipre teve domínio de romanos, otomanos e por último, dos ingleses. Hoje em dia a ilha é dividida entre a República Turca do Chipre (parte Turca), ao norte e a República do Chipre (parte Grega), ao sul. 

Apesar de conflitos já terem sido frequentes na ilha, hoje em dia as duas partes vivem em paz. A capital Nicósia é, assim como o país, dividida pela chamada zona verde, que pertence à área desmilitarizada, desde 1974. Para quem fica na parte grega, a cidade de acomodação mais conveniente é Pafos, onde inclusive, fica o aeroporto da região.

O Chipre tem o clima temperado-mediterrâneo, isso quer dizer que é quente na maior parte do ano. Sendo setembro o melhor mês para visitação, mas o calor é intenso, se procura algo mais ameno, vá em abril. Durante o inverno as temperaturas caem, ficando numa média de 16° C, nevando principalmente nas regiões mais altas. 

Para chegar no Chipre o mais fácil é pegar um avião até Pafos ou Lanarca. Curiosamente o Chipre só entrou no nosso roteiro como escala, já que o voo  direto entre a Jordânia e Israel era 10 vezes mais caro do que o com escala no Chipre. Aproveitando estendemos a escala por dois dias para conhecer um pouco da Ilha. Também é possível chegar no Chipre de barco a partir da Turquia ou de ferry-boats vindo da Grécia, Israel e Egito. 

As estradas são boas

Como o Chipre é repleto de praias e você vai querer conhecer pelo menos algumas delas, alugar um carro é uma solução bem conveniente. O serviço de ônibus não é tão bom a ponto de depender dele e taxis custam caro. Agora listaremos as principais atrações dessa parte centro a  sudoeste do Chipre.

Pafos

Pafos é uma bela pequena cidade no sudoeste da ilha, que é cheia de história e próximo de diversas praias lindíssimas, além de ser o local oficial do culto a Afrodite. 

Quase todas praias próximas de Pafos são praias de bandeira azul, que recebem esse título pela limpeza das águas. 

Um dos mais importantes sítios arqueológicos é Kato Pafos, que tem ruínas da cidade antiga de Pafos e datam do século IV d.C. Por ter tantos elementos históricos o sítio foi incluído na lista de Patrimônios da UNESCO em 1980. Mesmo que você só queira curtir as praias, dar uma passada em Kato Pafos é essencial.

Outra atração de Pafos é o seu forte, que depois de destruído, foi restaurado pelos otomanos em 1592. Com tanta história a cidade antiga de Pafos foi declarada Capital da Cultura Européia em 2017. 

Tombs of Kings

Também datam do século IV d.C., sendo verdadeiras tumbas dos aristocratas cipriotas. São tantas tumbas que fica até um pouco repetitivo, mas o que mais agrada o passeio é o belíssimo mar mediterrâneo no horizonte. Apesar do mar ao fundo o local é bem quente com o sol refletindo para todos os cantos que você olha. Tombs of Kings é, ao nosso olhar, um ponto turístico um tanto quanto superestimado.

Praias

Praias bonitas no Chipre é o que não falta, é difícil falar que uma é mais bonita que outra até porque pequenas variações agradam diferentes pessoas.

Coral Bay: praia mais famosas e visitada em Pafos. 

Praia de Afrodite: praia com bonitos corais, seria o local onde Afrodite emergiu do mar.

Lara Beach: praia tranquila, sem aglomerações, ainda próxima de Pafos.

Porto Pomos: bela praia com uma vila colorida.

Paramali: fica no sul da ilha, o comum aqui é kitesurf.

Yiannakis: bela praia bem próxima aos banhos de Afrodite, vale passar por lá no caminho. 

Advimou: frequentada mais pelos cipriotas, ainda escondida dos turistas.

Trilhas próximas ao Baths of Afrodite

Baths of Afrodite

Sendo o Chipre conhecido como a Ilha de Afrodite, não poderia faltar o local onde a deusa se banhava após as suas aventuras amorosas. Essa lagoa que tem sua própria cachoeira fica no oeste do Chipre grego numa região em conservação com várias trilhas para serem percorridas e um visual lindíssimo. Rés a lenda que quem se banha onde Afrodite se banhava, fica mais fértil.

Subindo ao Monte Olimpo

Monte Olimpo

A montanha mais alta do Chipre, chamada de Monte Olimpo, fica nas montanhas Troodos, famosas pelas suas pistas de esqui durante as nevascas de inverno. O Olimpo tem 1952 metros de altura e é possível chegar de carro próximo do seu cume. Infelizmente durante o verão o Monte Olímpo não tem muitas atrações, mesmo a vista não é nada de tirar o folego. Por isso recomendamos que você não perca seu tempo para chegar no topo do Olimpo, a não ser que vá praticar esportes de inverno.

Brigas políticas e militares à parte, o Chipre é um país que encanta com suas praias e mais de 10.000 anos de história. Nós optamos por conhecer apenas a parte grega e na verdade nem chegamos próximo da parte turca (quem sabe da próxima vez). 

Verdades:

            – Se você entra no país por Pafos (avião), é melhor sair pelo mesmo aeroporto que entrou e não por Nicósia e vice-e-versa.

            – O Chipre é uma das “ilhas gregas” mais baratas para se visitar.

            – O Chipre é cheio de histórias, mas provavelmente você vai acabar ficando mais com as parias mesmo.

            – Alugar um carro é obrigação.

            – Arranje acomodação com antecedência, pois no verão elas acabam bem rápido, sendo um destino de verão bem procurado pelos europeus.

Extras:

            – Como já mencionado, o Chipre pode encaixar extremamente bem se você tiver visitando Jordânia e Israel, pois os dois países tem voos low cost da Ryan Air para o Chipre. Pesquise bem e se dê uma chance de conhecer a ilha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.