Great Barrier Reef – Austrália

A Grande Barreira de Coral é uma imensa faixa de corais que fica no nordeste da Austrália se estendendo por 2.200 quilômetros até Papua Nova-Guiné. Com uma largura que varia de 30 até 740 quilômetros, a Grande Barreira é composta por cerca de 2900 recifes, 600 ilhas e 300 atóis de coral. 

Sendo a maior estrutura composta por organismos vivos, a Grande Barreira de Coral também é a única estrutura viva que pode ser vista do espaço. Virou em 1981 um Patrimônio Mundial pela UNESCO e é considerada mundialmente uma das grandes maravilhas da natureza, ao lado da Amazônia.

Saindo de Cairns

A biodiversidade do Coral é uma das mais amplas do planeta e talvez a maior no mundo marinho. É o habitat natural de centenas de espécies ameaçadas de extinção além de servir como local de reprodução para outras milhares. No Coral existem mais de 5000 espécies de molusco, mais de 1500 de peixes, mais de 100 tubarões e arraias, mais de 200 aves, além 40 espécies de corais entre tantas outras.

Agora que você já sabe um pouco sobre a Grande Barreira, qual a melhor época para conhecê-la? No verão, principalmente entre os meses de novembro até maio, o número de águas vivas na região aumenta muito, fazendo com que os meses entre junho e setembro se tornem os preferidos, apesar das águas estarem mais frias. 

Piscina Pública de Cairns

Como conhecer a Grande Barreira de Coral? Como ela se estende por uma grande região no litoral nordeste da Austrália, você terá que escolher um ponto de partida. As cidades mais utilizadas para esse fim são Airlie Beach, Cairns e Port Douglas.

            – Airlie Beach: um dos melhores pontos para conhecer a Barreira, porém uma das opções mais caras. O ponto alto fica com o arquipélago de Whitsunday e o ponto baixo é que a visibilidade da água não é tão boa, dificultando praticas de mergulho.

            – Cairns: a opção mais conhecida e maior cidade entre todas da região. As opções são inúmeras o que faz com que fiquem mais baratas. Os pontos altos de Cairns são a piscina pública de frente para o mar e a boa visibilidade da água. A parte negativa é que é a região mais cheia de toda a Grande Barreira de Coral.

            – Port Douglas: é a menor cidade entre as três, o que a torna uma boa opção para quem deseja passeios mais tranquilos. Os preços são intermediários e a visibilidade da água é boa.

Depois de escolher a cidade, quais são as opções para conhecer a Grande Barreira de Coral?

            – Snorkeling: Esse é o mais comum e obrigatório para ver os recifes de coral. É um mergulho de superfície onde você fica olhando para baixo com óculos de proteção e o snorkel faz com que você não tenha a necessidade de tirar a cabeça da água para respirar. Pode ser usado coletes salva-vidas para garantir sua segurança e roupas que cobrem o corpo todo para evitar contato com água-viva. Mesmo para quem tem medo de mergulhar é uma atividade bem segura.

Snorkeling

            – Scuba diving: recomendado para pessoas com mais experiência, o mergulho com cilindro é oferecido por muitas empresas porém pode ser algo extremamente perigoso dependendo da profundidade do mergulho. As vistas no scuba diving são bem melhores que o mergulho de superfície, porém recomendamos que você faça um curso certificado no seu país de origem antes de se aventurar em algo desconhecido.

            – Avião/Helicóptero: o passeio aéreo é uma das atividade mais caras para conhecer a Grande Barreira de Coral, porém as vistas são inacreditáveis. Existem algumas empresas que oferecem o passeios, apesar dos aviões serem pequenos, servem todas normas de segurança.

Passeio de Avião

            – Mini Submarino: para quem tem medo de fazer mergulho com cilindro o mini submarino é uma opção para avistar corais melhor do que da superfície. Verifique a disponibilidade pois não é um passeio tão popular na região.

            – Barco com fundo transparente: para quem não pisa na água de jeito nenhum esse é a melhor maneira ver os recifes de coral. Também pode ser uma boa opção para crianças e grupos maiores.

Essas são as opções mais acessíveis e mais conhecidas, existem outras como cruzeiro por vários dias na Grande Barreira, Kite surfing, jet ski, veleiro e salto com paraquedas. 

Green Island

Infelizmente essa maravilha da natureza está correndo risco alto de extinção. Com o aquecimento e poluição das águas, um processo chamado de branqueamento dos corais está ocorrendo. Alguns estudos já mostram que a Grande Barreira de Coral já perdeu metade dos seus corais. Tente sempre escolher empresas mais sustentáveis e que se importam com a natureza não somente na Austrália como em todas as viagens que fizer.

Conhecer a Austrália e não conhecer a Grande Barreira pode ser o maior erro que você pode cometer. Com dois dias é possível conhecer os recifes e até um pouco mais, para quem gosta de mergulhar pode ser uma das melhores viagens do mundo.

Great Barrier Reef

Verdades:

            – A Grande Barreira está sumindo.

            – A maioria dos passeios é bem cheio e a comida bem mais ou menos.

            – Cairns não tem praia.

            – O passeio de avião não parece seguro, mas é.

            – Você já viu águas mais claras e recifes de coral mais bonitos mas não desse tamanho.

Extras:

            – Se tiver com pouco tempo, tente fazer o passeio de avião de manhã cedo e em seguida vá fazer alguma atividade de mergulho. Assim é possível conhecer a Grande Barreira em um dia apenas.

            – Em Cains conheça Kuranda, será tema de um post futuro.

Grande Barreira de Coral

Para mais posts sobre a Austrália, clique aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.