Chiang Mai – Tailândia

Chiang Mai é uma cidade histórica que fica no norte da Tailândia, há 800 quilômetros de Bangkok, na região montanhosa da Tailândia. Apesar de não ser a maior cidade do país (é a segunda), Chiang Mai é considerada a capital cultural tailandesa, tendo mais de 300 templos budistas e várias universidades. 

Com sua posição estratégica próximo da fronteira com Myanmar (antiga Birmânia) e Laos, Chiang Mai era um importante ponto na rota da seda. Devido essa importância e por estar próxima de outros reinos a cidade sofreu inúmeros ataques e ocupações. O que ficou de resquício foi a cidade murada de Chiang Mai que hoje é conhecida como Old Town, ou cidade antiga.

Aeroporto de Chiang Mai – vista de Doi Suthep

O jeito mais fácil de chegar em Chiang Mai é de avião a partir de Bangkok, já que existem várias aéreas low cost na Tailândia. Existe também a opção do trem, porém a viagem a partir da capital é bem longa, levando mais de 12 horas de duração. A terceira opção seria ônibus, que varia entre diferentes classes de conforto, mas também de uma duração longa, entre 9 a 12 horas. Não recomendamos aluguel de carro, pois não é tão fácil andar no interior da Tailândia e entender a sinalização.

A melhor época para ir a Chiang Mai é entre novembro e março, assim como todo resto da Tailândia. Nessa época o calor é mais ameno e também chove pouco. Agora vamos para as principais atrações de Chiang Mai:

Templos:

Escadaria de Doi Suthep

Doi Suthep

O templo mais famoso da cidade fica fora do centro, no alto da montanha de mesmo nome, Doi Suthep. Segundo a lenda desse templo, um monge budista achou um osso do próprio Buda e o levou até Chiang Mai. Chegando lá o osso se partiu em dois, o Rei da época mandou colocar um dos pedaços no lombo de um elefante, que subiu a montranha Doi Suthep e morreu. Considerando a história como uma profecia, um templo foi erguido no local.

Para chegar até o topo do templo é necessário subir 309 degraus, a vista lá de cima vale a pena o esforço. O templo é dividido em quatro com uma imensa Estupa Dourada no centro. Fora das muralhas do templo fica um belo jardim suspenso, o que deixa o local ainda mais único.

Estupe Dourado

Outros Templos:

  • Wat Lok Molee: Templo do século XIV que fica na frente dos portões da cidade antiga. 
  • Wat Phra Singh: Fica dentro da cidade murada e é um dos maiores da cidade.
  • Chedi Luang: Templo histórico de 1401 que resistiu ao terremoto de 1545, fica bem no centro de Chiang Mai. 
  • Wat Si Suphan: Esculpido em prata e alumínio por monges artesões, é uma bela atração no sábado a noite, quando fica todo iluminado.
  • Wat Umong: Templo que fica no meio da floresta no pé da montanha, também data do século 14. Outra atração é o “cemitério dos budas”, onde imagens quebradas são descartadas.

Mercados:

  • Night Bazaar: acontece nos dias úteis, com uma infinidade de barraquinhas com comidas, artesanatos e até mesmo falsificações. Ocorre à partir das 18:00.
  • Saturday Night Market: é o dia com a menor feira, mas também acaba sendo o mais fácil de explorar e barganhar. Começa a partir das 17:00.
  • Sunday Night Market: é o dia com mais opções, já que vários artesãos da região também vão até a cidade para vender seus produtos. Esse começa mais cedo às 16:00.
Night Market à luz da lua

Day Trips:

  • Chiang Rai: conhecida pelo seu belíssimo Templo Branco, que foi inaugurado em 1997, mais como uma obra turística do que propriamente templo religioso.
  • Triângulo Dourado: a fronteira entre a Tailândia, Myanmar e Laos pode ser um belo passeio, com direito a atravessar o Rio Mekong até o Laos.

Elefantes

Para saber tudo sobre passeio com elefantes, sem exploração de animais, clique aqui e veja nosso post sobre a Elephant Nature Park.

Depois de conhecer a Chiang Mai podemos dizer que essa é a “verdadeira” e histórica Tailândia, que vai muito além de Bangkok e praias paradisíacas. Chiang Mai deve estar tanto no seu roteiro quanto as duas outras regiões. 

Verdades:

– Respeito o “Dress Code” nos templos budistas. Cobrir ombros e pernas, além de retirar os sapatos para entrar no templos são obrigatórios.

– Doi Suthep pode não ser tão barato pois o acesso mais fácil é de táxi.

– O turismo na Tailândia é uma atividade descontrolada, pesquise bem antes de cair em alguma roubada.

– Não coopere com turismo predatório que explora animais ou tribos carentes, como a das “mulheres-girafa”.

– Compre artesanato local nos mercados de Chiang Mai, não fique tentado com as falsificações. 

Doi Suthep

Extras:

– O melhor passeio de Chiang Mai é o Elephant Nature Park, clique aqui para saber mais.

– Para mais posts sobre a Tailândia, clique aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.