Mtskheta – Geórgia

Mtskheta é uma pequena cidade que fica à 20 quilômetros de Tbilisi e uma das historicamente mais importantes para a Geórgia. É notavelmente conhecida por ter sido a cidade onde, no ano 331, o Cristianismo foi proclamado como religião oficial desse país do Cáucaso. Esse foi um dos motivos para a Catedral Svetitskhoveli ser a primeira igreja católica do país. Mtskheta foi designada como patrimônio mundial da UNESCO em 1994.

Mtskheta, segundo os arqueólogos, é habitada há 4 mil anos, porém foi realmente fundada por Mtskhetos, filho de Kartlos. Tendo sido capital entre o século 3 a.C. e 5 d.C., a capital foi movida para Tbilisi por questões de estratégia, Tbilisi era bem mais fácil de defender de ataques inimigos.

É bem fácil visitar Mtskheta saindo de Tbilisi, se você não estiver com carro, várias empresas fazem passeios diários até o local. Já se você estiver viajando até Kasbegi, Mtskheta fica no caminho sendo possível visitar tanto na ida como na volta pela estrada militar.

Para outras dúvidas sobre como e quando visitar a Géorgia, acesse nosso post sobre a capital, Tbilisi, clicando aqui. E agora que você já sabe mais sobre a história da cidade, vamos ver os dois pontos imperdíveis:

Monastério Jvari

O monastério Jvari ou monastério da Cruz provavelmente seja o local mais famoso de Mtskheta. Foi construído no século 6, no alto de uma colina com uma incrível vista para o encontro dos rios Mtvari (escuro) e Aragvi (claro), além é claro da cidade de Mtskheta. 

O monastério é um dos únicos lugares que ficou praticamente inalterado desde sua construção. Esse monastério com certeza já faz valer sua visita até a antiga capital da Geórgia.

Catedral Svetitskhoveli

Um dos locais mais importantes da Georgia, onde ocorreriam as coroações dos monarcas georgianos. Além disso, segundo a tradição dos cristãos ortodoxos da Geórgia, nessa igreja teria sido guardado o santo sudário. Na verdade, teria sido enterrado e em cima teria crescido uma árvore de cedro, que foi usado como um dos pilares da igreja. Diz a lenda que esse pilar de cedro (que realmente existe), cura cegueira.

Estaria aqui o santo sudário?

Outra lenda seria que o Rei Giorgi, teria mandando amputar a mão do arquiteto que projetou a igreja para que ele nunca mais fizesse algo tão belo. Apesar das lendas, uma das maiores atrações da igreja é um pedaço de madeira, que teria sido da cruz onde Jesus Cristo foi crucificado. Nenhuma dessas histórias é cientificamente comprovada, porém vale a visita e acreditar que possa ser verdade.

Pedaço da Cruz

Em Mtskheta também é possível conhecer um pouco sobre a tradição dos vinhos Georgianos. Na casa de Vinhos Vinus Palata, eles explicam todo o processo milenar de fabricação dos vinhos na Geórgia um dos primeiros povos a dominar essa técnica. É possível provar alguns vinhos e conhecer suas principais diferenças, além de levar para casa o quanto você puder.

Vinhos na Geórgia

Mtskheta é o primeiro passeio a fazer para quem já conheceu Tbilisi, por ser bem perto da capital, é possível até mesmo fazer em apenas um período do dia. A vista de Jvari é uma das mais inesquecíveis da Geórgia, um país que parece ter o dom para construir igrejas e lugares cinematográficos. Apesar de ainda não ser a coisa mais fácil do mundo viajar dentro da Geórgia, o país está entrando no mapa do turismo mundial, então é bom não perder tempo e começar a planejar sua viagem.

Como são feitos vinhos georgianos

Verdades:

– Jvari significa crucifixo em georgiano.

– É impossível compreender 100% do inglês georgiano, mas eles são no geral simpáticos.

– Não tente compreender o alfabeto Georgiano.

– A Geórgia não tem boa estrutura para o turismo, por mais que você não ligue, isso pode ser ruim diversas vezes ao dia.

– Mtskheta é um dos lugares mais fáceis para se visitar fora de Tbilisi. Mas se tiver muitas dúvidas, não se complique e pegue um tour guiado nos arredores da Praça da Liberdade em Tbilisi.

– Aproveite enquanto ainda não é tão caro viajar para o Cáucaso.

Extras:

– Não é tão comum encontrar informação sobre a Geórgia em Português na internet, se tiver alguma dúvida, mande para nós.

– Para mais posts sobre a Geórgia, clique aqui.

– Para outro país interessantíssimo no Cáucaso, o Azerbaijão, clique aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.