Reykjavík – Islândia

Reykjavík ou Reiquiavique é a capital da Islândia e também a capital mais setentrional no mundo. Apesar de ter sido fundada em 1786 como centro comercial, há indícios que o local da cidade tenha sido o primeiro assentamento permanente da Islândia, ainda no século IX. Reykjavík concentra mais de dois terços da população islandesa, concentrando também a maior parte das atividades comerciais, políticas, cultural e científica do país.

Baía de Reykjavík

O nome Reykjavík significa esfumaçado ou fumegante, referente ao vapor das inúmeras águas termais da região. A Islândia, fez parte do reino norueguês até o começo do século XX, virando um estado soberano em 1918 e uma república mais para o final da Segunda Guerra Mundial em 1944. 

Reykjavík

A porta de entrada da Islândia é o aeroporto de Keflavík, há 50 km de Reykjavík. Esse aeroporto recebe voos diários de vários destinos da Europa e América do Norte, ficando de certa forma fácil arranjar um voo até o país. Invariavelmente saindo do Brasil você terá que fazer pelo menos uma escala.

Os telhados já foram mais coloridos

Reykjavík é frio, assim como toda a Islândia, na verdade é frio no verão e congelante no inverno. Para se ter uma ideia, a temperatura no verão gira na casa dos 10°C e numa média de -1° no inverno da capital. Entre setembro e fevereiro é a temporada de chuvas, mas com o frio e vento se prepare para chuva em qualquer mês do ano. 

Hallgrímskirkja

Decidir em que época do ano ir para a Islândia não é uma tarefa fácil, no verão você tem acesso a maioria das atrações e poderá ver o sol da meia noite, quando em nenhum momento do dia anoitece. Já no inverno você terá a oportunidade de ver a Aurora Boreal e o país todo debaixo de neve, o contra ponto são dias curtíssimos de 4-5 horas e muitas estradas são bloqueadas.

Fique tranquilo que as principais atrações de Reykjavík podem ser visitadas o ano todo, são elas:

Dentro da Igreja

Hallgrímskirkja

Facilmente você vai notar a construção mais alta de Reykjavík, é a igreja de pronuncia quase impossível Hallgrímskirkja. Ela tem 74,5 metros de altura e se diferencia de qualquer igreja no mundo por ter a forma de um vulcão. Durante a noite ela é iluminada por uma luz laranja, remetendo a lava do vulcão. Quando entrar na igreja, vire para trás e aprecie o imenso órgão e seus tubos. Vale lembrar que é possível subir no observatório no alto da torre, tem uma vista 360° da cidade.

O Órgão

Sun Voyager (Sólfar)

Essa escultura é uma homenagem aos barcos vikings, já que foi graças a eles e seus barcos que a ilha começou a ser colonizada. A estrutura é feita de aço e tem a baía de Reykjavík e o Monte Esja de paisagem. 

Perlan (The Pearl)

Essa “pérola” nada mais é do que uma cúpula de vidro que foi construída sobre seis tanques que armazenam litros de águas termais que aquecem a cidade. O acesso é grátis e um dos tanques foi desativado para virar um museu mostrando a cultura viking (Saga Museu).

Harpa

O Harpa é um auditório e centro de convenções, que foi inaugurado em 2011. Mais que sua programação o prédio faz sucesso por sua estrutura 3D em vidro que reflete pontos próximos da cidade e muda de cor durante o dia.

Laugavegur

Toda cidade tem sua rua mais antiga, mais famosa, mais movimentada, a Laugavegur é tudo isso em Reykjavík. É o local de compras e dos bares e restaurantes da cidade. Uma tradição islandesa é o Rúntur, quando nas noites de sexta-feira e sábado, os nativos costumam ir de bar em bar literalmente tomando uma cerveja em cada, isso acontece na região da Laugavegur.

Landnámssyningin

Essa atração foi criada pelo museu de Reykjavík, sendo a melhor atração histórica da cidade. A exposição mostra escavações arqueológicas originais, dos primeiros assentamentos da Islândia na sua capital. Vários painéis interativos mostram informações sobre a colonização do país.

Outras atrações que devem ser consideradas:

Reykjavík Town Hall: Mostra a cultura local e um imperdível mapa 3D da cidade.

Kolaportid: Único mercado de pulgas da cidade, ocorrem nos finais de semana.

The National Gallery: Exposições temporárias de artistas islandeses.

Reykjavík pode não ser a melhor cidade da Europa, mas com certeza é uma das capitais mais seguras e mais limpas do mundo. Seria injusto comparar as atrações dessa “pequena” cidade com a de outras capitais do mundo, mas com certeza nenhuma capital do mundo fica tão perto de tantas belezas naturais como Reykjavík. 

Islandeses na praça vendo uma partida de futebol

Verdades:

– A água da torneira é tão limpa que pode ser tomada.

– É muito frio mesmo no verão, vá preparado.

– Fique um dia inteiro em Reykjavík, mas os outros procure conhecer mais da Islândia.

– Praticamente todos islandeses falam inglês.

– O sol da meia noite é ótimo, mas pode ser um pesadelo para pessoas que tem insônia.

– É possível sobreviver ao inverno, mas 4-5 horas de luz solar pode te deixar depressivo.

– Tudo é bem caro em Reykjavík e na Islândia.

O famoso cachorro-quente de Reykjavík

Extras:

– Baejarins Beztu Pylsur, tido como o melhor cachorro-quente da europa, aprovado por Barack Obama.

– Durante a noite tente ver as luzes do Imagine Peace Tower, dedicado a John Lennon por Yoko Ono.

– Perto do aeroporto de Keflavík, conheça o Blue Lagoon, saiba mais clicando aqui.

– Para mais posts sobre a Islândia, clique aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.