Montreal – Canadá (Parte 1 )

Montreal é a maior cidade da província do Quebec e a segunda maior cidade do Canadá. Seu nome é uma abreviação de Monte Royal, um morro localizado no centro da cidade. Já recebeu grandes eventos como a Exposição Internacional de 1967, as Olimpíadas de Verão de 1976 e ainda é palco do Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1 e do famoso Festival Internacional de Jazz.

Início do Outono

Apesar de ser a maior cidade do Quebec, não é a sua capital, esse título fica com Quebec City (veja mais aqui). Montreal tem quase dois milhões de habitantes, chegando a quatro milhões se somado os municípios da região metropolitana. Apesar de ser uma cidade tradicionalista, principalmente quando se trata do idioma, Montreal vem se tornando uma das cidades mais cosmopolita do mundo, sendo 20% da sua população nascida fora do Canadá.

Vieux Port

Para chegar em Montreal, na maioria dos casos, você terá que fazer uma escala em Toronto ou nos Estados Unidos. Muitos brasileiros optam por fazer escala no Panamá, onde as tarifas são mais baixas. Antes do período de pandemia voos direto a partir de São Paulo estavam programados para a temporada de verão canadense. 

Vista a partir do Parque Mont Royal

Não se anime muito pelo fato do aeroporto ficar apenas a 20 quilômetros do centro da cidade, o trânsito em Montreal é um dos principais problemas da cidade, você pode facilmente levar mais de uma hora para chegar no centro pois as obras são constantes e vale lembrar que o acesso à Ilha de Montreal se dá por pontes que na maioria estão defasadas para a população da cidade. Não existe metrô ou trem que ligue o aeroporto a cidade, taxi ou uber podem sair bem caros, se quiser economizar pegue o ônibus Shuttle 747 Express que passa por vários hotéis, além do terminal de ônibus e estação de metro.

Decidir a época do ano que você vai conhecer Montreal é muito importante, a cidade tem estações bem definidas e é possível visita-la em pelo menos três períodos bem distintos entre si. O inverno é frio e com bastante neve, característica da maior parte do país, a experiência é única mas seus planos podem ser atrasados com dias de nevascas e cancelamento de vôos. O verão é bem quente, muitas vezes passando dos 30 graus Celsius, é a estação onde tudo acontece na cidade. O outono e a primavera são estações que podem muitas vezes serem consideradas frias para nós brasileiros. O outono é a estação onde a cidade fica mais bonita com as folhas das árvores em tons de laranja e vermelho.

Isso é comum no inverno do Canadá

O visto para brasileiros no Canadá é bem simples se você já tiver um visto americano ou tiver um visto canadense nos últimos 10 anos. Se for a primeira vez terá que fazer o processo que basicamente consiste em mandar a documentação para análise na embaixada canadense. Existe o visto de entrada única ou múltiplas entras, sendo o primeiro mais barato que o segundo.

O melhor lugar para se hospedar em Montréal é no centro da cidade, de lá é muito fácil pegar o transporte público para todas as atrações turísticas. Se tiver indo no inverno, fique atento para ficar próximo da cidade subterrânea, isso pode salvar sua viagem numa semana de nevasca intensa. 

Notre-Dame de Montreal

E quantos dias ficar? Com certeza não menos que dois, em dois dias fique sabendo que vai ficar sem ver grande parte da cidade. O ideal seriam quatro, mas com 3 é plausível conhecer os principais pontos. Como já dissemos, a cidade é grande e muitas atrações ficam longe do centro, por isso você pode precisar de mais dias.

Maisonneuve

Old Montreal

Comece a conhecer Montreal pela parte antiga, por alguns momentos você pode até achar que está em alguma cidade europeia. Ainda mais se encontrar a Catedral de Notre Dame de Montreal, já falamos dela nesse post sobre as Igrejas de Montreal. A Notre Dame fica no Place d’Armes, inconfundível com a estátua de Maisonneuve no centro da praça, além do Banco de Montreal.

Rue dês Artistes

Old Port

Saindo de Place d’Armes siga para Place Jacques Cartier. Essa praça costuma ficar cheia durante o verão e abriga uma das vielas mais legais da cidade, a Rue des Artistes.Chegando no Velho Porto de Montreal você vai encontrar uma das áreas mais legais da cidade. No verão sempre está movimentada com seus gramados, lojas e restaurantes, já no inverno o movimento fica por conta da pista de patinação. Uma atração mais nova e que funciona o ano inteiro é a Roda Gigante, La Grande Roue de Montreal

Marchê Bonsecours

Ainda na parte antiga da cidade fica o famoso Marchê Bonsecours, prédio inaugurado em 1847 e foi por muito tempo o mercado municipal. Sua construção ainda é grandiosa vista do Velho Porto, porém hoje abriga apenas algumas lojas. A visita vale pela beleza e importância histórica do lugar.

Lago dos Castores

Parque Mont Royal

Esse é o parque mais bonito da cidade, ele abrange uma grande área do Monte Royal sendo a área protegida do desenvolvimento urbano. Foi criado em 1876 por Frederick Law Olmsted, o mesmo do Central Park de New York. O parque tem o famoso Lago dos Castores e entre várias trilhas você chega no melhor mirante de Montreal, o Mirante Kondiaronk.  O Chalet Du Mont Royal, uma construção quase no topo do monte e que data de 1932 também é uma das principais atrações do parque.

Mirante Kondiaronk

Clique aqui para ver a segunda parte sobre Montreal.

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.