Maldivas

A República das Maldivas é um pequeno país insular no Oceano Índico, ao sudeste do Sri Lanka e da Índia. O nome Maldivas vem do idioma malabar, Maldwipa que significa mil ilhas. Realmente o país é constituído de mais de mil ilhas, precisamente 1196, sendo 203 habitadas. Todas essas ilhas estão agrupadas em 26 atóis numa área de 90.000km2, sendo um dos países mais dispersos do mundo. Outro recorde das Maldivas é ser o país com a menor altitude do mundo, seu ponto mais alto está a 2,3 metros do nível do mar, sendo a média de altitude de 1,5 metros.

Nascer do Sol em Maldivas

Maldivas já foi colônia portuguesa, holandesa e britânica. Tendo sua independência em 1965. É o país muçulmano com menos habitantes no mundo, além de ser o menor e também o menos populoso da Ásia. Sua capital é Malé, onde habitam mais de 130.000 dos 467.000 habitantes do país.  Malé fica mais ou menos no centro do território maldívio, no Atol Kaafu. É lá que fica o único aeroporto internacional das ilhas e será o local onde você chegará.

Mais incrível do que você possa imaginar

Indo do Brasil para Maldivas, você terá que fazer escala em algum aeroporto. O jeito mais fácil é fazer escala em Dubai ou Doha, saindo de São Paulo. É possível também fazer escala na Europa, em Paris ou Istambul por exemplo. Leve em conta que depois de chegar em Maldivas, mais precisamente na capital Malé, você terá que pegar outro transporte (hidroavião ou barco) até o atol do seu hotel. A não ser que você se hospede na capital, o que não é recomendado nem pelos nativos.

Água cristalina

A distância de Malé até o seu hotel deve ser considerada pois deixará sua viagem pouco mais cara ou não, distância de 30-60 minutos de barco custam em torno de 150 dólares ida e volta. Distâncias maiores que essas deverão ser feitas de hidroavião, que custa em média 500 dólares ida e volta. A vantagem de pagar mais caro é ter a vista aérea de seu atol, mas não passará disso.

Boas Vindas

Por falar em preço, é realmente caro viajar para Maldivas. O quão caro vai depender das suas escolhas. Nunca ouvimos ou lemos alguém que ficou em um hotel ruim na região. Nós diríamos que não há resort barato, existem os caros e os mais caros.

Vale a pena pagar para ficar no bangalô sobre água

O primeiro fator já falamos será o transporte, o segundo será o tipo de acomodação. Os famosos bangalôs sobre a água tem um preço bem mais alto do que os quartos na ilha. Se você quiser um bangalô sobre a água e com piscina prepare-se para gastar uma pequena fortuna. 

Famosos bangalôs

O terceiro fator será o tempo de estadia, Maldivas é tão longe do Brasil que não vale a pena ficar menos que 4 dias, isso se você fizer um roteiro com algum outro país. Se for ficar apenas em Maldivas considere ficar uma semana. Se tiver bolso para ficar mais dias considere inclusive trocar de hotel para ter diferentes experiências. Se tiver com tempo para ficar uma semana mas o orçamento está apertado considere ficar uns dias numa vila na praia (quarto em terra firme) e os últimos dias no bangalô sobre a água, esses dias na praia podem fazer você economizar bastante.

Piscina de borda infinita

Todos resorts tem uma lista extensa de atividades para serem feitas, então se você não gosta do sossego do seu bangalô pode ficar tranquilo que não ficará entediado. Snorkel, tour para ver golfinhos, mergulho com cilindro, caiaque, canoagem, stand up paddle, aulas de culinária, museus de animais marinhos, por do sol em alto mar, golf, tênis, futebol, spa, provavelmente faltará dias para tantas atividades.

Ossada de baleia no Museu do Hotel

A alta temporada, é de outubro a abril, quando as chuvas são mais raras e as águas ficam calmas. Para o surf a melhor época é de maio a agosto, já para mergulhar prefira de dezembro a março, época que as águas ficam mais cristalinas.

Bangalôs tem acesso à água

Maldivas é realmente o paraíso na terra, é a viagem dos sonhos para qualquer casal. Não tenha dúvida se vale a pena ir até o meio do Oceano Índico, pois não existe lugar mais paradisíaco no mundo.

Pôr do sol em alto mar

Extras:

  • É obrigatório estar com o certificado de vacinação contra a febre amarela para entrar no país.
  • A moeda oficial apesar de ser a Rúpia Maldívia, raramente é usada com os turistas, leve dólar americano.
  • Não leve bebidas alcoólicas na sua bagagem, é proibido entrar no país com essas bebidas e elas serão apreendidas no aeroporto. Dentro dos hotéis as bebidas alcoólicas são autorizadas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.