Basílica de São Pedro e Museus do Vaticano – Cidade do Vaticano

Vaticano ou Cidade do Vaticano é uma cidade estado soberana dentro de Roma, capital da Itália, e é a sede da Igreja Católica. Oficialmente seu nome é Estado da Cidade do Vaticano, tem cerca de mil habitantes, com uma área de 0,44 km2 e totalmente sem Costa marítima. Apesar de os Papas residirem por lá desde 1377, apenas em 1929 (com o Tratado de Latrão) é que a cidade-Estado foi oficialmente criada.

Praça São Pedro

O Vaticano é o lugar que todo católico quer visitar pelo menos uma vez na vida, mas assim como em outras religiões recebe turistas de todo o mundo e de diferentes crenças. Nos últimos anos com a popularidade do papa Francisco a cidade chegou a receber mais de 6 milhões de turistas ao ano. Esse é mais um daqueles lugares para se esperar muitas filas e um bando de pessoas. O primeiro passo é reservar pelo menos um dia inteiro para visitar os 4 pontos mais importantes do Vaticano. Se sua disponibilidade em dias for maior a dica é reservar duas manhãs para a visita, pois quanto mais cedo você chegar menos pessoas encontrará.

Jardins do Vaticano

Verifique sempre o calendário do site oficial para saber os dias de fechamento programado principalmente dos Museus. Compre os ingressos dos Museus pelo site oficial, isso não te poupará de uma fila, mas a fila para quem já tem ingressos é bem menor do que comprado na hora. Se você não conseguiu adquirir as entradas antes, uma opção de última hora para evitar a longa fila é comprar o ingresso na loja de souvenires do Vaticano ( o preço é um pouco mais alto) ou negociar um passeio guiado com os inúmeros guias ao redor da muralha (eles tem preferencia na fila). 

Dentro da Basílica

Fique atento com o dress code do Vaticano, não é permitido entrar vestindo shorts, bermuda ou saias curtas, assim como regatas ou roupas que deixem os ombros a mostra. Fique atento principalmente se você estiver indo no verão, quando faz bastante calor em Roma. Ninguém fará cerimonia nenhuma e você será barrado na porta se não estiver vestido de acordo com as regras. Vamos aos 4 pontos a serem visitados no Vaticano:

Praça de São Pedro numa quarta-feira

Praça São Pedro 

Essa é a praça onde os fiéis se encontram com o papa toda quarta feira ou quando o papa faz suas aparições no domingo. A praça foi projetada por Berrini, tem um formato oval e é cercada por um conjunto de 284 colunas, sendo 140 delas coroadas com estátuas de santos. No centro fica um obelisco do Antigo Egito que data do século I. 

Galeria dos Mapas

Museus do Vaticano 

Se em algum momento você pensou em não ir nos museus do Vaticano, pode esquecer isso imediatamente. Essa é uma das partes mais importantes da cidade, e parada obrigatória para qualquer visitante. Na verdade são vários pequenos museus que funcionam como um só, entre eles: Museu Pio Clementino, Museu Gregoriano, Etrusco, Museu Gregoriano Egípcio, Pátio da Ponha, Galeria de Candelabros, Galeria das Tapeçarias, entre outros além do tema do próximo tópico, a Capela Sistina.

Jardim da Pinha

Tente agendar o seu ticket para o primeiro horário, as 9 da manhã para ter mais tempo apreciando as obras. Mesmo que você não se interesse tanto por obras de arte pegue o audioguide e tente ver pelo menos as 100 obras mais importantes dos Museus que estão devidamente identificadas.

Torso Belvedere

Capela Sistina

Provavelmente esta é a Capela mais famosa do mundo, pois foi adornada com obras de Michelangelo e Botticelli. Fica no Palácio Apostólico e é onde se realiza o conclave (processo de escolha de um novo papa). Você tem acesso a ela visitando os museus do Vaticano. É terminantemente proibido tirar fotografias, os seguranças do local são bem atentos e sempre estão solicitando silêncio aos turistas, o que torna a situação um pouco chata em muitos momentos. Para ser sincero uma foto não faria jus à beleza desse lugar, quando for visitar esqueça fotos acomode-se em um dos bancos próximos as paredes e vá olhando os afrescos um a um com ajuda do seu audioguide. Michelangelo levou 4 anos para pintar o teto da capela com 16 metros de altura, não perca apenas 5 minutos aqui.

Basílica de São Pedro

Basílica de São Pedro

Essa gigante obra da engenharia pode ser vista de qualquer lugar em Roma, por conta da sua imensa cúpula, que foi projetada por Michelangelo. A Basílica tem esse nome porque lá estão os restos mortais de Pedro, que foi um dos dose apóstolos de Jesus Cristo e o primeiro papa da igreja católica. Para entrar, você terá que passar por um controle de segurança ao estilo de aeroportos porém um pouco menos minuciosa, a fila pode estar grande ainda mais porque a entrada é gratuita. Aqui diferente da capela Sistina, você pode fotografar à vontade. Não esqueça de ver uma das obras mais famosas de Michelangelo, a Pietá.

Pietá de Michelangelo

Guarde disposição para visitar a cúpula, pois são 551 degraus (mas existe um elevador se você estiver disposto a pagar e enfrentar mais uma fila) para chegar até os 133 metros de altura da parte interna. Se ainda sobrar disposição para subir até a parte externa e ter uma bela vista de Roma, você será obrigado a se apertar por degraus estreitos e dessa vez sem a opção de elevador. 

Outros pontos que devem ser visitados na basílica: entrada do túmulo de São Pedro, estátua de bronze de São Pedro, o baldaquins e a estátua de São Longuinho, túmulo do papa João Paulo II.

O caminho até a cúpula é bem estreito

O Vaticano é um local tão importante não somente para a Igreja Católica como para humanidade. Os Museus do Vaticano tem uma quantidade tão grande de peças importantes e bem cuidadas que poucos países no mundo conseguem superar. Não lembramos de nenhum ponto nessa Cidade-Estado que tenha nos decepcionado ou seja supervalorizado. Uma visita de um dia bem planejada com certeza é inesquecível.

Altar da Basílica

Extras:

  • Se você não fizer questão de ver o papa, e quer enfrentar filas menores, evite os dias de aparição do Pontífice. Nós escolhemos entrar nos museus bem no horário da aparição dele, o que ajudou bastante também. Mas depois da sua breve audiência os lugares ao redor da praça São Pedro ficam quase intransitáveis.
  • Na saída dos Museus existe uma escadaria projetada por Giuseppe Momo, em espiral. Na verdade são duas escadarias (uma que desce e outra que sobe) que nunca se encontram, não esqueça de admirá-la.
A cúpula é visível por toda a cidade de Roma

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.