Bethlehem (Belém) – Palestina

Aproveitando o período natalino e as festividades de final do ano, vamos te contar a experiência de uma visita rápida a Belém ou Bethlehem na língua nativa. Local onde Jesus Cristo nasceu e ponto turístico mais importante para os cristãos dentro do território palestino, Belém também é a cidade natal do Rei Davi e local onde posteriormente foi coroado.

Bethlehem

Belém fica há 10 quilômetros de Jerusalém, na Cisjordânia, próxima a muralha de segurança israelense. É uma cidade com 30000 habitantes, na sua maioria muçulmanos, pois os cristãos estão em um processo constante de emigração devido ao declínio econômico da região, que hoje em dia depende quase que totalmente do turismo.

Nós fomos para Belém a partir de Jerusalém, como a maioria dos peregrinos da região. O passeio pode ser feito em uma tarde ou até menos se você deseja apenas conhecer a Igreja da Natividade. Você pode pegar um tour guiado ou ir sozinho de ônibus partindo da cidade antiga de Jerusalém. Nós escolhemos um tour guiado por questões de segurança na região (vans de empresas identificadas são mais bem vistas na fronteira). Apesar da relativa pacificidade do local recomendamos que, mesmo que você seja um viajante experiente, não vá por conta. E é sempre bom checar próximo da época que você está indo como anda a relação entre Israel e Palestina. Lembrando que você vai cruzar o muro de segurança de Israel, e apesar de nem sempre haverem revistas ou conferência de identificações, nunca esqueça de levar seu passaporte. Ser brasileiro sempre ajuda nessas horas. 

Basílica da Natividade

Do lado Palestino trocamos de van para uma com placa da Palestina e ganhamos a companhia de uma guia nativa. Nosso guia israelense nos acompanhou, mas como personagem secundário, já que guias israelenses não podem atuar profissionalmente na Palestina. Fomos direto para a Igreja da Natividade, construída em 326 Depois de Cristo, que nada mais é do que um complexo composto por três Igrejas: a Armênia (real Igreja da Natividade e onde fica a Gruta da Natividade), a Ortodoxa e a Católica.

A Estrela

Se você espera um “Vaticano” pela importância religiosa do local vai estar redondamente enganado. A porta de acesso tem mais ou menos 1,20 m de altura, segundo teorias religiosas essa altura seria para que todos entrassem curvados na Igreja, historiadores creem que é uma questão de segurança, evitando fáceis invasões na época de sua construção. Como é uma Igreja Católica Armênia, lá você encontra muitas lanternas, incensos, peças em madeira, e está passando por um processo de restauração. Durante cerimônias religiosas você terá que esperar a autorização dos lideres religiosos para atravessar o altar e descer a escada para a pequena cripta onde está o local sagrado. Lá na cripta sob o altar você consegue ver a estrela de prata de 14 pontas com a inscrição em latim “Aqui, da Virgem Maria, nasceu Jesus”, um dos pontos mais sagrados para os católicos no mundo. Alguns metros à frente da estrela está o local onde a manjedoura teria ficado.

Aqui já ficava a Manjedoura

Saindo da Gruta e da Basílica da Natividade você entrará na Igreja anexa, Igreja de Santa Catarina. Esta é bem mais nova que a da Natividade e é uma Igreja Católica Apostólica Romana. Uma bela pequena Igreja onde anualmente é celebrada a missa do Galo, na noite de Natal. 

Igreja de Santa Catarina

Voltando de Belém nosso guia ainda nos permitiu ver uma bela vista do deserto de Judá. 

Deserto de Judá

Quando você conta para seus amigos e familiares que pretende ir até a Palestina, todos te desencorajam e duvidam da sua sanidade mental. Não desanime, como a maioria das viagens, se for bem planejada dificilmente você terá problemas. Se já está visitando Jerusalém e tem metade de um dia sobrando ou em dúvida no que vai fazer, considere conhecer Belém. Lugares como este fazem você repensar a vida, não só pela importância religiosa, mas também por toda a história e sofrimento do seu povo.

Pátio na frente da Igreja Santa Catarina

Extras:

  • Principalmente no Estado Palestino não dê sua opinião sobre assuntos polêmicos. Evite falar sobre a questão geopolítica e sobre religião.
  • Considere seriamente pegar um tour guiado, apesar da menor flexibilidade, você não se arrependerá.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.